SÍNDROME DO OLHO SECO





A síndrome do olho seco acontece quando há deficiência na produção de lágrimas. Seja por quantidade ou qualidade.


A lágrima é feita de componentes aquoso, oleoso e mucosa. Cada um deles é extremamente importante para manter a lubrificação do olho. Por isso qualquer alteração em seus componentes afeta diretamente a produção de lágrimas, fazendo com que elas se evaporem mais facilmente.


Atinge homens e mulheres em qualquer idade, porém é mais comum em mulheres mais velhas devido a perda do componente aquoso da lágrima como consequência do envelhecimento.


Entre seus sintomas estão coceira, vermelhidão, ardência, sensação de areia ou corpo estranho, sensibilidade à luz, lacrimejamento excessivo e visão embaçada.


A síndrome do olho seco é causada pela falta de produção lacrimal, fatores ambientais como exposição excessiva à ar condicionado, vento, clima seco e quente, uso constante e excessivo de computadores e smartphones, uso de lentes de contato, doenças autoimunes como lúpus e a síndrome de Sjögren, e ingestão de medicamentos benzodiazepínicos, antidepressivos, anti-histamínicos, analgésicos etc.


Seu tratamento consiste no uso de lubrificantes, em forma de colírio ou pomada e o diagnóstico deve ser feito por um médico oftalmologista.


Você têm algum desses sintomas? Marque agora mesmo sua consulta.


Próximo Posts
Posts are coming soon
Stay tuned...
Posts Recentes